Você sabia que aqui na Junto Seguros nós utilizamos o framework Scrum para os nossos desenvolvimentos de software? Hoje vamos lançar uma modalidade nova de posts no nosso blog, contando um pouquinho sobre a cultura da Junto.

Para esse primeiro post, convidamos a nossa Scrum Master, Fernanda Bianchini para nos dar uma aula sobre a metodologia ágil que utilizamos aqui.

Mas afinal de contas o que é o Scrum?

O framework Scrum é uma metodologia ágil, usada para gerenciar o desenvolvimento de produtos complexos. Seu objetivo é focar em gerar valor por meio de pequenas entregas, contínuas e rápidas através de ciclos denominados Sprints.

O framework Scrum baseia-se na teoria empírica de controle de processos, e é sustentado por três pilares: transparência, inspeção e adaptação.

A transparência diz que todos os aspectos do processo devem ter um padrão e ser visíveis, para que todos os participantes ​​possam entender o projeto e os processos num todo.

A inspeção serve para detectar variações indesejadas e assim avançar em direção a meta da Sprint.

Já a adaptação é importante para ajustar de modo mais rápido possível qualquer fator que esteja fora dos limites aceitáveis.

Como surgiu?

O primeiro time de Scrum foi criado por Jeff Sutherland, em 1993. Ele aplicou Scrum no projeto mais crítico da Easel Corporation, organização na qual ele trabalhava e os resultados obtidos foram excepcionais.

Em 1995, Jeff apresentou o primeiro Time de Scrum a Ken Schwaber, eles trabalharam juntos para criar uma definição formal de Scrum, apresentada por Ken no OOPSLA de 1995, um congresso de Orientação a Objetos.

Valores do Scrum

Os valores do framework Scrum fundamentam-se em:  coragem, foco, comprometimento, respeito e abertura.

Coragem: O Time Scrum precisa ter coragem para fazer a coisa certa e trabalhar em problemas difíceis.

Foco: O Time Scrum trabalha focado em metas claras e realizáveis que se comprometeram na Sprint.

Comprometimento: As pessoas se comprometem pessoalmente em alcançar os objetivos do Time Scrum.

Respeito: Os membros do Time Scrum respeitam uns aos outros para serem pessoas capazes e independentes.

Abertura: Time Scrum e seus stakeholders concordam em estarem abertos a todo trabalho e aos desafios com a execução do trabalho.

Quando os valores são incorporados e vividos pelo Time Scrum, os pilares ganham vida e constroem confiança para todos.

Sprints

O  frameowork Scrum tem como peça fundamental o Sprint, que nada mais é do que ciclos desenvolvimentos com um tempo definido.

Esses ciclos são contínuos, sendo assim, um novo Sprint começa imediatamente após a conclusão do Sprint anterior. Como as entregas são incrementais o final de um sprint traz consigo um sentimento de progresso tangível em cada ciclo que concentra e energiza a todos.

Cada Sprint tem um formato estabelecido composto por:

Sprint Planning: cerimônia na qual se realiza o planejamento do trabalho a ser executado no Sprint.

Daily Meeting: é uma reunião diária com duração de 15 minutos, cujo objetivo é sincronizar o time para que possam avaliar o progresso diário e inspecionar e adaptar.

Sprint Review: acontece sempre ao final da Sprint e tem o propósito de demonstrar ao Product Owner tudo que foi desenvolvido durante a Sprint.

Sprint Retrospective: é uma oportunidade para Time Scrum se inspecionar e criar um plano para melhorias a serem implementadas durante a próxima Sprint, também ocorre ao final de cada sprint.

Backlog Refinement:  usado para manutenção e refinamento do Product Backlog.

Divisões do Scrum

O Scrum possui apenas 3 papéis:

Product Owner: é o visionário que nos guia para construir a “coisa certa”. Ele tem uma visão clara para o produto e tem autonomia para tomar decisões sobre ele. Define as funcionalidades para as reuniões, assim como refina e prioriza os itens de desenvolvimento. Ele também coordena o envolvimento de usuários e partes interessadas do negócio e garante e maximiza o ROI (retorno sobre o investimento).

Scrum Master: é um líder servidor e facilitador. Toma conta do processo e garante que exista uma melhoria contínua. Remove impedimentos, desde barreiras culturais, burocráticas até desafios logísticos. Garante que o time de desenvolvimento estará focado na sprint, promovendo auto-organização do time.

The Development Team:  ou time de desenvolvimentos. Define as metas dos Sprints junto com o Product Owner. Fornece as estimativas de esforço e decide o que conseguem completar dentro de uma Sprint, baseado na priorização de negócio. Tem o direito de decisão em como desenvolver o projeto, dentro dos limites e diretrizes para atingir o objetivo da Sprint. Gera valor para o cliente construindo o produto com qualidade e responsabilidade.

Como a Junto se adaptou ao home office?

Em virtude da pandemia pelo novo coronavírus, a Junto priorizou o isolamento social e a adaptação ao modelo home-office. Com isso, nós adaptamos todas as nossas cerimônias e ferramentas para o modo digital.

As nossas cerimônias são realizadas através de plataformas de vídeo chamada. Conseguimos manter todas as características, utilizamos quadros virtuais onde todos podem colaborar.

Como é aí na sua empresa? Ficou com alguma dúvida sobre esse modelo de trabalho? Conta pra gente!

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixe seu comentário