Para garantir um contrato ou recorrer em um processo trabalhista, por exemplo, muitas empresas se perguntam qual é a alternativa com o melhor custo-benefício: seguro garantia ou fiança bancária?

Neste artigo, vamos explicar e apontar as principais diferenças entre seguro garantia e fiança bancária, inclusive porque é mais vantajoso optar pelo seguro para garantir um contrato, uma ação judicial, participar de licitações ou até como substituição ao depósito recursal.

Seguro Garantia x Fiança Bancária

O seguro garantia tem como finalidade garantir as obrigações assumidas pelo tomador, no caso, uma empresa ao, por exemplo, participar de licitações, apresentar recurso em processos trabalhistas e no âmbito de um contrato. O seguro garantia deverá ser emitido por seguradora devidamente autorizada pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Já a fiança bancária é um contrato por meio do qual a instituição financeira, devidamente autorizada pelo BACEN (Banco Central do Brasil), figura como fiadora, a fim de garantir o cumprimento da obrigação firmada entre o devedor e seu credor.

5 principais diferenças entre o Seguro Garantia e a Fiança Bancária

1. Prazo para obtenção do documento

Seguro garantia: geralmente a cotação pode ser realizada em uma plataforma digital com algumas informações e a contratação pode acontecer em poucos minutos, podendo chegar até 2 dias.

Fiança Bancária: após envio das documentações exigidas da empresa pela instituição financeira, o prazo varia entre 10 a 15 dias.

2. Economia

Seguro garantia: possibilita a negociação de coberturas, desde que não violem as normas da SUSEP e possui taxas anuais mais acessíveis, normalmente chegando a no máximo 5%.

Fiança Bancária: a instituição bancária cobra taxas de juros altas que são calculadas sobre o valor e o prazo da fiança bancária. As taxas anuais desse tipo de garantia variam geralmente entre 4 a 8%.

3. Uso do limite de crédito

Seguro garantia: como é obtido diretamente com a seguradora, não compromete o limite de crédito da empresa junto aos bancos.

Fiança bancária: parte do limite de crédito junto aos bancos é comprometido.

4. Cobertura

Seguro garantia: cobertura prevista negociável, o que permite a preparação de apólices personalizadas de acordo com as necessidades de cada cliente, desde que não viole as normas da SUSEP.

Fiança bancária: obedece a um modelo padrão do banco.

5. Prazo de vigência

Seguro garantia: prazo de vigência estabelecido em contrato e prevê que seja prorrogado de forma automática. A apólice pode ser adaptada conforme a duração do serviço.

Fiança bancária: o prazo geralmente é de um ano e não pode ser prorrogado. O que também pode acontecer é a duração do serviço ser menor que o prazo estabelecido em contrato, podendo gerar desperdício de recursos.

Vantagens do Seguro Garantia

A partir da comparação entre o seguro garantia e a fiança bancária pode-se concluir que o seguro apresenta um ótimo custo-benefício quando o assunto é:

  • Agilidade na contratação
  • Preservação de fluxo de caixa
  • Taxas anuais menores
  • Prazo de vigência e cobertura negociáveis

Acessando a plataforma da Junto Seguros, especialista em Seguro Garantia há mais de 20 anos, você consegue simular quanto sairia uma apólice de Seguro Garantia e decidir qual a melhor opção para sua empresa.

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixe seu comentário